Tel:(54) 3356 1474 | E-mail: contato@radiocidaders.com.br



Inter bate o Vitória por 2 a 1 e é campeão da Copa do Brasil Sub-20

Alisson e Maurides foram os nomes dos gols na noite desta terça-feira, em Salvador


Foto: Guilherme Araujo/TXT Assessoria/Vinci Sports / Divulgação

Enquanto o Inter conhecia os seus possíveis adversários na Libertadores 2015 na noite desta terça-feira, o time sub-20 levantava a taça inédita de campeão da Copa do Brasil sub-20 2014. Comandado por Clemer, o time segurou a pressão do Vitória, no Barradão, se impôs no segundo tempo e fez 2 a 1, em Salvador. É o nono título do ex-goleiro em 11 finais à frente das categorias de base.
Porém, até começar a comemoração dos visitantes em solo baiano, o Inter precisou driblar a marcação forte do Vitória para, então, abrir o placar aos 28 minutos do primeiro tempo. Alisson Farias recebeu de Andrigo pela esquerda, viu que o goleiro Ronaldo estava adiantado, e chutou forte, de fora da área: 1 a 0. Foi o terceiro gol de Alisson na competição.
Mas era o Vitória, postado com três atacantes, que chegava mais vezes à área colorada. Foram pelo menos cinco chances claras na etapa inicial. Numa delas, o time da casa comemorou o empate, após falha do zagueiro Eriks. Léo, o mesmo que balançou a rede no Beira-Rio, recebeu dentro da área de Guilherme, aos 36, e só precisou empurrar para o fundo da rede de Jacsson.
Na saída de campo, Alisson analisou a atuação no primeiro tempo:
— Fizemos um bom primeiro tempo. Temos que, quando tiver a chance, matar o jogo.
O técnico Clemer, na volta do vestiário, indicou que daria mais velocidade ao ataque colorado, com a entrada de Leandro. E funcionou. O Inter chegava com perigo pela direita e esquerda, com a dobradinha Andrigo, que estava apagado, com Leandro. Maurides entrou no lugar de Alisson, que saiu do gramado de maca.
Andrigo, aos 28, ainda teve a chance de deixar mais confortável a situação do Inter. Em cobrança de escanteio, a bola bateu no travessão. Mas foi Maurides, que aos 34 do segundo tempo, recebeu no meio campo de Leandro, driblou o goleiro e matou o jogo por 2 a 1.
E o prêmio da gurizada do Inter pode não terminar com a conquista da taça da Copa do Brasil. Isso porque Alexandre Gallo, coordenador técnico das categorias de base da CBF, fez questão de acompanhar a partida das cabines do Barradão. Pode pintar colorado na seleção.

Fonte: clicrbs.com.br/rs/esportes