Tel:(54) 3356 1474 | E-mail: contato@radiocidaders.com.br



Petrobras reconhece alteração em projeto de refinaria de Pernambuco

Plano foi proposto pelo então diretor de Abastecimento, Paulo Roberto Costa


Foto: Alan Marques / Folhapress / CP Memória

A Petrobras reconheceu pela primeira vez que a implantação da Refinaria Abreu e Lima (Rnest), em Pernambuco, teve projetos e contratações alteradas a partir de um plano proposto pelo então diretor de Abastecimento, Paulo Roberto Costa. O ex-diretor foi preso na Operação Lava Jato, em março do último ano, e delatou um esquema de desvios de recursos da estatal.
Em comunicado divulgado na tarde deste domingo, a estatal informa que o plano proposto por Costa e aprovado pela diretoria executiva "levou a grande número de aditamentos contratuais", relacionando pela primeira vez o ex-diretor à escalada do orçamento da refinaria, que passou de US$ 2,4 bilhões, em 2005, para US$ 18,8 bilhões, no último ano.
Neste domingo, reportagem publicada pelo jornal Folha de S. Paulo indicou que os relatórios finais da auditoria, concluída em novembro, identificaram que em 2012 a diretoria e o conselho de administração da estatal sabiam de uma projeção de prejuízos da ordem de US$ 3,2 bilhões com a implantação da refinaria. Ainda de acordo com a reportagem, o conselho questionou a necessidade de realizar baixas contábeis diante das projeções, o que teria sido descartado pela área financeira.

Fonte: Correio do Povo