Tel:(54) 3356 1474 | E-mail: contato@radiocidaders.com.br



Quarto árbitro de Grêmio x Cruzeiro lamenta "críticas pessoais" de Felipão

Indignação de treinador gremista com Márcio Coruja foi manifestada em entrevista coletiva e também parou na súmula da derrota na Arena


Felipão Scolari na partida entre Grêmio e Cruzeiro (Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)

Coadjuvante em quase todas as partidas, o quarto árbitro acabou se tornando protagonista na partida entre Grêmio e Cruzeiro, na última quinta-feira, pela 35ª rodada do Brasileirão. Márcio Coruja virou alvo de críticas de Felipão na entrevista coletiva após a derrota por 2 a 1 na Arena. O treinador também foi citado em súmula diante das reclamações. Que, de acordo com Coruja, saíram do âmbito profissional e viraram xingamentos pessoais.
- Estou chateado porque o profissional que eu admiro fez uma crítica do lado pessoal, não do lado profissional - disse Coruja, à Rádio Bandeirantes.
O árbitro Vinicius Furlan relatou vários incidentes envolvendo Felipão e e o quarto árbitro. A partir de informações de Coruja, Furlan relatou, primeiramente, que o auxiliar Flávio Murtosa "proferiu as seguintes palavras: esse filha da p*** não dá cartão". As outras reclamações, que partiram de Felipão e o outro auxiliar, Ivo Wortmann, foram transmitidas ao árbitro pelos delegados da partida, Almir Alves de Mello e Luiz Cunha Martins.
- Ao término da partida o técnico do Grêmio, Sr. Luiz Felipe Scolari, dirigiu-se até a mesa do delegado da partida e batendo com a mão na mesa, disse "este quarto árbitro não entra nunca mais aqui". Repetiu a mesma frase na entrada do vestiário, dirigindo-se ao quarto árbitro - relatou.
Em entrevista coletiva, Felipão reiterou o seu descontentamento com Coruja:
- Ele não é muito adepto do Grêmio. Perguntei a ele se oito, nove faltas no Dudu não seria antijogo, e ele disse que eu estava faltando com ética. Acho que está na hora de a Federação Gaúcha dar uma observada. Não tem só o Corona (Coruja) para ser quarto árbitro. Tem outros. Nosso banco, ninguém mais quer nem olhar para a cara dele.
- Não lembro de ter faltado com respeito. Me posiciono de forma forte, sim, mas sem ofensas nem crítica pessoal - reiterou Coruja. - Foi no calor da hora, acredito que foi isso. Teve esse erro de levar essa crítica para o lado pessoal.
Com a derrota, o Grêmio permanece na sexta colocação, com 60 pontos. No próximo domingo, às 17h, enfrenta o Corinthians, terceiro colocado, em confronto direto por uma vaga no G-4, na Arena, em São Paulo.

Fonte: GloboEsporte.com